São José dos Campos
20º / 26º
No decorrer do dia o dia terá com variação de nebulosidade na região.
Nossa Região
Abril 19, 2017 - 02:54

Nova tarifa de ônibus em São José é mais cara que em seis capitais brasileiras

protesto ônibus

protesto ônibus

Foto: Rogério Marques / OVALE

Prefeitura afirma que aumento foi calculado com base no contrato de concessão do transporte público e que conseguiu reduzir R$ 0,14 com isenção de ISS às empresas

Hernane Lélis
São José dos Campos

O aumento da tarifa de ônibus urbano em São José, que subirá de R$ 3,80 para R$ 4,10 em 27 de abril, tornará a passagem mais cara do que em seis capitais brasileiras. Todas essas cidades tiveram reajuste no preço da passagem em 2017, com percentuais até mais altos do que em São José, mas em nenhuma delas o valor ficou mais caro do que na maior cidade do Vale do Paraíba.

Em Belo Horizonte (MG) a tarifa subiu em janeiro de R$ 3,70 para R$ 4,05, aumento de 9,46%. Em São José, o prefeito Felicio Ramuth (PSDB) anunciou na última segunda-feira reajuste de 7,89%. Florianópolis (SC) também aprovou em janeiro aumento de R$ 3,50 para R$ 3,90 na passagem. Para girar a catraca em Salvador (BA) os usuários estão pagando R$ 3,60. Antes do reajuste o valor era de R$ 3,30. Já em Brasília (DF) a tarifa subiu de R$ 3 para R$ 3,50.

Em Teresina (PI) o valor foi de R$ 2,75 para R$ 3,30 e, em Vitória (ES), de R$ 2,75 para R$ 3,20. Na capital paulista, o prefeito João Doria (PSDB) congelou o preço da tarifa de ônibus nos atuais R$ 3,80.

O valor é o mesmo no Rio de Janeiro, que só terá aumento, segundo a prefeitura, quando todos os veículos da cidade tiverem com o ar-condicionado instalado.

A diferença no valor, segundo o secretario de Mobilidade Urbana, Paulo Guimarães, é justificada pelos subsídios que essas capitais destinam às empresas de ônibus para custear parte das operações. "Isso se tornou uma caixa-preta, não se sabe exatamente se esse dinheiro está indo ou não para o transporte. Hoje, em São José, quem financia o sistema é o usuário. Se a gente subsidiar, a conta será dividida por todos, já que é dinheiro público", explicou Guimarães.

As empresas que operam o serviço em São José estão isentas do ISS (Imposto Sobre Serviços). A medida garantiu a redução de R$ 0,14 no valor da tarifa."É um dinheiro do transporte que está sendodestinando para o transporte", disse o secretário.

Publicidade
Publicidade
Publicidade  
Publicidade  
Publicidade
Publicidade

BRASIL

MUNDO